segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

CUIDADOS DE ENFERMAGEM DURANTE A HEMOTRANSFUSÃO

A hemotransfusão consiste na administração intravenosa de sangue total ou hemocomponentes de um doador para um receptor, indicada para pacientes que apresentam perda sanguínea significante ou por alterações hematológicas desencadeadas por choque, traumatismos, hemorragia, doenças sanguíneas, intervenções cirúrgicas ou outros.

Assistência de enfermagem durante administração de hemoderivados
- Confirmar a identificação do paciente;
- Comunicar e explica ao paciente sobre o procedimento a ser executado;
- Verificar a prescrição médica;
- Verificar o s sinais vitais (SSVV) e registrar no prontuário;
- Observar as condições do produto relativas à estocagem, aspecto e validade;
- Conferir dados de identificação do paciente, rótulo da bolsa e etiqueta de transfusão;
-Mantenha a bolsa de hemocomponente por no máximo 30 minutos em temperatura ambiente antes do inicio da transfusão;
- Avalie a permeabilidade do cateter intravenoso e ausência de complicações como infiltração ou flebite antes da instalação;
- Permaneça junto ao paciente por 15 minutos após a instalação para identificar possíveis sinais de reações adversas.
- Mantenha a transfusão por no máximo 4 horas devido ao risco de contaminação do produto;
Realiza a infusão com solução salina, após a administração do produto para manter a permeabilidade do cateter;
- Despreze a bolsa de sangue após infusão em sacos ou recipientes que evitem vazamentos e resistam as ações de punctura e ruptura, conforme  RDC- Resolução da Diretoria Colegiada- RDC nº 306, ANVISA;
- Em caso de reação transfusional interromper imediatamente a transfusão e comunique ao médico


Referências:
- ALELAR, AFM. 10 Passos para a segurança do paciente, COREN São Paulo 2010.
- GURGEl, L. Atuação da Enfermagem  em Hemoterapia: Aspectos técnicos, éticos e legais. Coren-PI, 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário